Escolha uma opção:

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Copas - Microsoft



Esse excelente passatempo que a Microsoft libera junto com as instalações do Windows, apesar de não ser um jogo tão empolgante na opinião de alguns, se comparado com os demais classificados como Paciência, para mim é um dos mais divertidos.

Como tenho muitos colegas que tropeçam muito em suas regras, resolvi fazer esse texto com imagens ilustrativas para lhes dar um help.



As regras são bem fáceis, mas é óbvio que nas primeiras vezes que o joguei cometi o mesmo erro que a maioria comete, quis ganhar o maior número de pontos possível e caí do cavalo, na verdade despenquei...

Nesse jogo existem duas metas distintas: você descarta o máximo de cartas de Copas e a Dama de Espadas, ou faz justamente ao contrário, tenta ganhar todas, com isso fazendo a jogada denominada nas regras como “Acertar a lua” e que eu costumeiramente chamo de “fazer à limpa”, onde todos os adversários recebem 26 pontos!

"Como comentário pessoal, que raio de expressão é essa: Acertar a lua!" :)

Cada uma das cartas de Copas vale 1 ponto e a Dama de Espadas vale 13 pontos. Por aqui já se vê uma estratégia: se essa Dama vale tantos pontos e para ganhar eu preciso fazer menos pontos, então a lógica é se livrar dela o mais rápido possível! As demais cartas não valem nenhum ponto.

Como na maioria dos jogos de baralho, existem cartas mais fortes que as outras, ou seja, ganham das outras. A carta mais alta no jogo de Copas é o Ás, seguido do Rei, Dama, Valete, 10, até chegar no 2.

A primeira coisa a fazer para iniciar uma partida é escolher 3 cartas para descartar. O critério para esse descarte depende do que você quer fazer, dentro daquelas duas metas citadas acima: descartar todas as cartas que valem pontos ou pegar todas! Se for para descartar todas você deve “sumir” com as cartas altas, Ases e figuras, agora se for para “Acertar a lua” obviamente você deve descartar as menores cartas.

Feita a escolha das 3 cartas a descartar, você deve clicar no botão acima delas, que indicará para quem você enviará os descartes! Isso é importante, em cada partida você irá enviar os descartes para um adversário específico, e na quarta partida você sairá jogando sem descartar. Como você sabe para quem está enviando os descartes e se, por exemplo, você for descartar inicialmente a Dama de Espadas, você saberá exatamente onde ela se encontra, portanto ficará mais fácil usar uma estratégia para não ganhá-la. Preste atenção nas cartas que eu estou descartando: 3 cartas de Paus!



Após clicar no botão para enviar os descartes, você também receberá 3 cartas de outros adversários, que também usarão das mesmas estratégias que você. Na imagem abaixo você pode perceber que o adversário da direita me enviou a Dama de Espadas, mas como tenho mais 3 cartas de Espadas possivelmente conseguirei me livrar dela.



Ainda analisando a imagem acima, vejam a quantidade de cartas de Copas que eu tenho. Você poderia pensar se não seria uma boa estratégia aqui tentar “Acertar a lua”. Até poderia ser se eu tivesse também o Ás de Copas, pois como vão perceber ao jogar, os adversários farão de tudo e mais um pouco para que ninguém consiga ganhar todas as cartas que valem ponto.

Clicando no botão OK, inicia a rodada o jogador que estiver com o 2 de Paus, e os demais vão jogando no sentido horário. O naipe que iniciou a rodada deve ser respeitado, ou seja, como na primeira rodada é obrigatória a saída com o 2 de Paus, somente cartas de Paus poderão ser jogadas. Se você não possuir uma carta do naipe que iniciou a rodada você poderá descartar qualquer outra. Então, observem a imagem abaixo:



Seguindo a lógica que citei acima, fica claro qual carta devo descartar, não é? A Dama de Espadas! Só que aqui tem mais uma regrinha para complicar as coisas: na primeira rodada aberta pelo 2 de Paus nenhuma carta que vale pontos pode ser descartada. No meu caso vou me contentar em jogar o Rei de Ouros.



Pega todas as cartas da rodada quem jogar a carta maior do naipe que iniciou a rodada. No caso do jogo que estou usando como exemplo, meu adversário da esquerda ganhou com o Ás de Paus. Quem ganha a rodada deve abrir uma nova, mas aqui também temos mais uma regrinha para acrescentar: enquanto ninguém jogar uma carta de Copas, ninguém pode jogar outra de Copas, a não ser é claro que se esteja na segunda rodada em diante e não se tenha na mão uma carta do naipe que iniciou a rodada.

Veja você que meu adversário da esquerda abriu a rodada com o 7 de Espadas. Aqui tem uma bela estratégia para que você assimile: como uma das táticas é se livrar o mais rápido ou fazer com que alguém ganhe a Dama de Espadas, afinal são 13 pontos e isso dá um azar danado, tanto você como os demais adversários vão “puxar”, ou seja, abrir rodadas com cartas de Espadas. Outra dica é ficar o mais rápido possível sem cartas de um determinado naipe, principalmente se assim como eu você estiver com a Dama de Espadas na mão, assim você poderá descartá-la mais facilmente. E é exatamente por isso que eu descartei lá no início do jogo 3 cartas de Paus, lembra? Agora se alguém mandar uma rodada de Paus eu me livro dos 13 pontos. Mas não vai ser nessa rodada:



Como eu ganhei a rodada jogando o Valete de Espadas e eu estou com a Dama de Espadas na mão, não vou iniciar uma nova rodada com Espadas, porque tenho que ter esse naipe na mão para descartar se for preciso. No meu caso é melhor jogar Ouros, para ir acabando com esse naipe.



Joguei o 8 de Ouros e o adversário da direita ganhou a rodada e vejam só a minha sorte: ele iniciou a rodada com Paus! Como não tenho cartas desse naipe lá vai a megera, digo, a Dama de Espadas! Aqui cabe outra boa dica: a partir desse momento tente memorizar quem vai ficar com a Dama de Espadas, pois esse adversário pode tentar ganhar todas as cartas de Copas também. E nesse caso, se perceber isso, um adversário puxando todas as cartas de valores, sacrifique uma rodada ganhando alguma carta de Copas, que vale somente 1 ponto cada, para que ele não “Acerte a lua”, lhe “presenteando” com 26 pontos! Tchau megera! :)



O próprio adversário da direita acabou ficando com a Dama de Espadas e lançou Ouros, vamos ver o que ele está tramando, mas eu não tenho muitas opções, somente o 7 de Ouros para jogar:



Ganhei a rodada. Veja agora na figura acima que eu tentei jogar uma carta de Copas, olhe a mensagem no rodapé, confirmando aquilo que eu já citei acima: se ninguém jogou Copas, eu também não posso iniciar uma rodada com ela. Então tomem 6 de espadas!



Novamente a sorte sorriu para mim: o adversário da direita ganhou a rodada e mandou Ouros! Viram porque é bom se livrar de um naipe o mais rápido possível, agora posso jogar fora o Reis de Copas e se ele tem a esperança de “Acertar a lua”, vai torcer para ninguém jogar uma carta maior do que a dele. Não estou escolhendo o Reis de Copas a toa, já que vou descartar e não quero ganhar todas as cartas que valem pontos, a lógica diz para eu me livrar mais rápido das cartas maiores, torcendo, é claro, que o adversário da direita não ganhe a rodada.



Mas olha só em que perigo eu entrei: ele ganhou a rodada! Se continuar ganhando vai ser problema, vou descartar cartas pequenas:



Ufa! Passou o perigo! Como o adversário da esquerda ganhou a rodada e eu sabiamente joguei uma carta de Copas de valor menor, segurando a Dama de Copas para uma emergência, ou seja, tentar ganhar uma rodada com ela se fosse necessário, agora é só ir descartando até acabar a partida:









E não é que o adversário da esquerda segurou o “Aisão” de Copas! Ele estava tramando, eu sabia!

Com o final da partida, o placar é colocado na tela e vejam quem está em primeiro lugar: eu!



Junto ao título dessa janela sempre lhe será informado em que posição você se encontra!
Note que ao fundo aparecem as cartas que valem pontos com seu respectivo ganhador.
Para chamar esse placar durante as partidas, basta clicar na tecla F9. Isso ajuda bastante para saber para onde vai enviar certas megeras e com isso conseguir ganhar o jogo!

Mas não pensem que o jogo termina aí, só acaba quando alguém atingir 100 pontos! E para que os amigos tenham uma idéia de como terminou esse jogo que iniciei como exemplo, digamos que a sorte me acompanhou até o final, pois além de em nenhum momento eu ficar atrás no placar, na última partida consegui fazer a limpa em todos, vejam só:



Outro final de partida que eu fiz, onde era praticamente impossível a vitória:


Na última rodada, mesmo com um jogo ruim na mão, passei as menores cartas para dar ganhar todas as cartas de valores e acabou dando certo. Vejam que dessa rodada não ia passar, Túlia e Laura tinham 99 pontos, eu teria que pegar somente uma carta para ficar com 93 e torcer para que a Giselle pegasse os outros 25 pontos, algo quase impossível. No fim me dei bem...

Abraços e bom divertimento!

3 comentários:

  1. Amo este jogo, Joe mas os que gosto mesmo são os mahjong. Sua explicação deve estar perfeita mas como acho que sei jogar permiti-me não ler.Desculpa, tá?

    ResponderExcluir
  2. Amigo,Joe. Sinceramente não tenho muita paciência(acabei fazedo um trocadilho), sou meio preguiçoso pra jogo. Independente disso, um belo final de semana. Um abraço

    ResponderExcluir
  3. Uma explicação detalhada e bem clara.
    beijos

    ResponderExcluir

Agradecido por comentar!
Abraços renovados do amigo JoeFather!