Escolha uma opção:

sábado, 15 de janeiro de 2011

As pessoas não mudam!



Quantas vezes você ouviu alguém dizendo que gostaria que certa pessoa mudasse um pouco o seu jeito de ser, melhorando em alguns aspectos? E com certeza envolvia um relacionamento, amizade, empresa, ou algo parecido, não estou certo?
De fato estamos todos propensos a querer “transformar” as pessoas naquilo em que elas não são e que infelizmente jamais serão, porque as pessoas não mudam, essa é minha opinião.
Fundamento isso pela minha longa experiência com pessoas de todos os tipos e por também já ter tentado dar uma “recauchutada” em alguns seres, o que obviamente não deu certo.
Mas agora tenho certeza que você deve estar pensando: você está enganado Joe! Eu já vi muitas pessoas mudarem, inclusive eu mesmo mudei!
Mudou de que? De cara, de casa, de carro, de amor, escolha a opção desejada, pois reafirmo, você nem eu mudamos, mantemos aquela nossa essência que trazemos internamente e que levaremos até o final de nossa existência!
Mas então qual a explicação para algumas mudanças que são notórias em um cidadão?
Simples: as pessoas não mudam, mas suas atitudes sim! Essa é a diferença, pense um pouco...
Vamos supor que você seja uma pessoa quase na minha idade (está velho hein) por volta dos 40 anos, então lembre-se de alguma atitude aparentemente negativa que você faria há uns bons 20 anos atrás, tipo xingar alguém no trânsito, não levar desaforo para casa, responder na lata o que querem ouvir ou não, entre outras tantas coisas. Pensou?
Agora hoje, como é que você reagiria às mesmas situações?
Se você me disser que vai agir da mesma forma, então eu estou certo, você não mudou nem um pouquinho, bingo!
Mas eu creio que, assim como eu, você vai acabar agindo diferente, mesmo que por dentro você ainda queira descer o braço em alguém, soltar um impropério cabeludo, alguma coisa em você mudou sim, a atitude que você irá tomar certamente será diferente, mais branda, mais humana.
Entendeu o que eu quis dizer?
Você continua sendo a mesmíssima pessoa, com qualidades e defeitos, sentimentos à flor da pele, mas suas atitudes estão definitivamente alteradas.
E agora quanto àquelas pessoas que aparentemente passam a vida inteira fazendo “mal” a outros seres, cometendo crimes e contravenções mesmo, de todos os tipos, será que por mais que a sociedade e familiares tentem eles nunca vão mudar de atitudes?
Aí está a questão chave, pois para se mudar a atitude de alguém é preciso que se invista, de coração, muito amor, exacerbado amor nessa pessoa... E mesmo assim corresse o risco de nada conseguir!
Por quê?
Simples também!
A mudança de atitude é algo que parte de dentro de nós mesmos, despertada geralmente por uma grande felicidade ou tristeza, então só cabe a nós mesmos decidir em que direção iremos seguir e o que de importante transportaremos acoplados à nossa essência.
Mas não fique triste se alguém não é exatamente, ou parcialmente, ou nada, nadinha mesmo, da maneira que você gostaria que ela fosse, pois cada ser vivente é especial justamente por isso, por ser único, com seus lados positivos e negativos, então cabe a você tirar desse ser somente suas melhores atitudes.
Difícil?
Não!
Contamine-o com suas boas atitudes!
Assim como a dor leva ao rancor, o abraço leva ao amor!

8 comentários:

  1. Eu acredito em mudanças pessoais porque amadurecemos e mudamos nossas atitudes mas mudar o outro é impossível. Então, pensamos semelhante...

    ResponderExcluir
  2. Eu acredito e muito em mudanças pessoais por crescimento intelectual, por amadurecimento, por amor, por desamor, quando a vida grita com a gente e por uma série de outros motivos. Acredito, também, que esta mudança é pessoal e intransferível, mas muitas vezes você muda por que, como você bem disse, o outro "te contamina" com a "terapia" do amor, do respeito e te conquista... Belo texto.

    ResponderExcluir
  3. Olá!!

    Gostei muito do espaço qeu criou...

    Posso te add em meus links na lateral de meu blog?

    Um abraço,

    Kleber
    oteatrodavida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Joe, amigão, eu acredito na mudança das pessoas, 90% para melhor e umas pessoas infelizmente pelas pancadas violentas da vida, para pior...
    Eu e vc também recebemos muitas pancadas na vida, mas passamos por elas ilesos e aprendemos a crescer, mas existem pancadas que marcam muito e tem gente que não se libera desse trauma nunca e aí vai piorando cada vez mais.
    Só que quando a gente achar que nada mais vai melhorar e só vai piorar, aí meu amigo entra uma cara maravilhoso que é capaz de mudar toda sua vida! Jesus Cristo, se vc o encontrar pela vida aí sim, vc vai melhorar e todas as pessoas que o conhecerem sempre melhorarão...
    Um abração!

    ResponderExcluir
  5. Umalinda e bem fundamentada crônica...abraços,chica

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    Gostei muito do seu post. Realmente, as pessoas não mudam (a não ser que ele/ela própria queira mudar)
    bjs

    ResponderExcluir
  7. Entendo que qd ocorre a mudança é o porque o individuo não era aquela pessoa que parecia ser, exemplo: Uma prostituta de repente não é mas sim está prostituta. Um político de repente não esta bandido, mas é um bandido. As ciscunstancias podem modificar ou aflorar esse ou aquele traço da personalidade. Resumindo, uma pessoa pode a qualquer momento revelar a personalidade verdadeira, dependendo do estímulo, quase todos escondem o lado não aceito pela sociedade. Mas tambem tem pilantra que só o é por ter crescido num ambiente de safadeza. O meu caso, qd solteiro mesmo sem precisar, financia assaltantes e comprava o produto do roubo. Andava armado, dormia com dois revolveres 38 no travesseiro. Desejado pela Polícia e pelos Bandidagem, minha vida não valia uma tampinha de refrigerante. Casei com uma moça de classe média, educada, refinada, mudei completamente de vida. Cheguei a leva-la junto no morro para cobrar vagabundo safado que me devia e no outro dia levou o dinheiro na minha porta. Hoje sou um pacato cidadão que leva desaforo e xingamento pra casa, aguento vizinhança pilantra e abaixo a cabeça qd sou insultado. O que houve? Passei a dar valor a minha vida, a minha casa e as minhas coisas. Não vou me trocar por gentinha, correr o risco de me machucar ou ter problemas com a lei. Não mudei, agora eu sou o indivíduo verdadeiro que por má influência ou imaturidade quase se perdeu. Igual a esse caso tem milhões, porisso sou tolerante, prestativo e manso, acho engraçado quando vejo um sujeito "pavio curto" e torço pra ele chegar onde eu estou e como eu estou. Abraços. Alberto Santos.

    ResponderExcluir
  8. Eu acho que somos o que enxergamos de dimensão do mundo. Naquilo que mudamos ou permanecemos está o grau de amadurecimento (que você chamou de atitudes ao longo do tempo). Quanto mais ampliados os nossos horizontes, mais tendemos a nos flexibilizar com atitudes que ensejam o bem comum ou a perversidade consciente. Agora, numa coisa eu não abro mão de concordar com você letra por letra: O amor em qualquer circunstância faz muito bem, opera transformações sempre positivas. Excelente, Joe! Meu abraço. paz e bem.

    ResponderExcluir

Agradecido por comentar!
Abraços renovados do amigo JoeFather!