Escolha uma opção:

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Um mundo em mudança

O texto abaixo é a minha resposta da seguinte questão...

É comum ouvirmos as pessoas mencionarem que é difícil ver uma pessoa com deficiência na rua, na escola, no ônibus ou em qualquer outro lugar. Na realidade o que ocorre é uma questão urbana. As cidades se apresentam de uma forma tão desfavorável para essas pessoas, que o simples passeio tornar-se uma aventura que oferece riscos e barreiras. E você, já encontrou pessoas com deficiência nos lugares em que costuma frequentar? Se não, quais fatores você sinalizaria como barreiras para a inclusão nesses mesmos locais?

... do curso Inclusão da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida na Educação para o Trânsito que estou fazendo online e gratuitamente (clique AQUI para fazer também, é voltado para todos os públicos) pela CET-SP.





Um mundo em mudança

Gosto muito da visão romântica do mundo em que vivemos, creio que isso tenha a ver com a minha veia poética e sonhadora, que todo o escritor tem.
Lembro-me bem que, enquanto jovem, só fiquei sabendo das diferentes características dos seres, até nas questões físicas e mentais, através da literatura. Assim, pensava comigo: onde é que se encontram esses seres que vejo nas histórias, não devem existir aqui na minha cidade, somente em grande metrópoles!
Com o passar do tempo me descobri totalmente equivocado, uma das principais qualidades que todos temos, todos sem exceção, mas que não admitimos nunca, pelo menos não publicamente...
Acabei descobrindo que todos os seres que possuíam algum tipo de deficiência existiam e em grande quantidade, também em minha cidade. Contudo, devido à inexistência de um modelo de acessibilidade que proporcionasse uma melhor qualidade de vida para estas pessoas, elas ficam reclusas em seus próprios lares.
Hoje ficou um pouco mais comum me deparar com esses seres especiais, que a partir do momento que perceberam que muitos dos seus direitos estavam sendo engavetados, começaram a exigi-los com maior ênfase e vejam só todos vocês: minha cidade pouco a pouco está se transformando, ficando mais bela, com serviços de transporte acessíveis, faixas elevadas, praças totalmente adaptadas, prédios públicos e escolas com elevadores, rampas, sinalizações em braile e libras; creio que minha cidade ficou mais humana, mas é claro que ainda existe muito a se fazer, principalmente por que ela é cheia de colinas e morros e esta declividade característica principalmente no Centro atrapalha o avanço desta acessibilidade. Também existem ainda muitas calçadas cheias de árvores que nem as pessoas comuns conseguem quanto mais um cadeirante, mas agora com a implantação do Plano de Mobilidade no município, onde um capítulo todo está reservado para a padronização das calçadas, creio que essa realidade irá também aos poucos se transformar.
Que bom que essas mudanças ocorreram, pois aqui comigo eu só posso imaginar o tamanho do sofrimento pelo qual essas pessoas especiais passaram, presas que foram por tanto tempo em seus próprios mundos particulares. Que o meu pequeno mundo continue se transformando sob a bandeira da bondade e do amor...

Abraços renovados para todos!

4 comentários:

  1. O mundo muda, e aprendemos todos os dias a respeitar as diferenças humanas!!!!
    Lindo post!
    Bjos
    http://www.elianedelacerda.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito grato pela interação minha amiga! Abraços renovados!

      Excluir
  2. Olá, Joel
    Sim, a gente se retém em aceitar o que é com a gente, enfim! Somos todos deficientes em algo... disse muito bem!
    Abraços fraternos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grato pelo comentário minha amiga! Abraços!

      Excluir

Agradecido por comentar!
Abraços renovados do amigo JoeFather!