Escolha uma opção:

segunda-feira, 11 de março de 2013

Fim


Todas as imagens desta postagem foram retiradas do Google!



FIM 


                   O farol vermelho aparentemente cegava seus olhos.



Aparentemente, pois aparentemente nada via...



Nem os motoristas ao lado;



Nem as crianças correndo na faixa;



Nem o sol que se punha no poente;



Nem o malabarista...



... que agora lhe pedia uns trocados com a mão esticada e um olho nos outros “clientes”...



O farol abriu, todos se foram, a noite chegou e ela ficou.




8 comentários:

  1. Sinal que não tinha ninguém atrás, buzinando. Abraços.

    ResponderExcluir
  2. É o dia de cada dia. Muito bom!
    Abração.

    ResponderExcluir
  3. Olá, amigo Joel
    Quem tem olhos para ver que veja... ouvidos para ouvir que ouça...
    Caso contrário... vegeta... quase sempre!!!
    Bjs fraternos de paz e bem

    ResponderExcluir
  4. Legal Joe!
    Uma história em quadrnhos verdadeira!
    Muito bom!

    ResponderExcluir
  5. Joe,que ideia diferente um conto ilustrado no blog!Gostei muito!bjs e boa semana!

    ResponderExcluir

Agradecido por comentar!
Abraços renovados do amigo JoeFather!