Escolha uma opção:

sexta-feira, 4 de março de 2011

Pique esconde




 
O homem alto seguia pela rua movimentada, levando um pequeno garoto pela mão.
Havia um contraste entre o homem de terno e o menino com uma camiseta cavada, pareciam não combinar, um saindo para o trabalho, outro para o lazer, mas pensando bem nos dias de hoje isso era bem natural.
Ao se afastarem da avenida principal para um local mais ermo, o homem pareceu encontrar o que procurava, dizendo para o garoto:
-- É ali filho!
Entraram num terreno cercado por tábuas lascadas, que antigamente deveria servir de abrigo (ou ainda servia) para moradores de rua, devido o lixo amontoado nos cantos. Somente uma pequena área coberta existia, de uns dois metros quadrados, com um telhado cheio de falhas apoiado sobre dois sarrafos de madeira.
-- Vamos brincar então? – O homem disse lá do alto e menino abaixo sorriu e correu de encontro à cobertura de madeira, tapando os olhos enquanto gritava: -- Vou contar até vinte!




Depois de contar, antes de tirar as mãozinhas do rosto, perguntou:
-- Posso ir?
Nenhuma resposta, somente o silêncio quebrado pelo som de carros no asfalto.
-- Posso ir? – Repetiu enquanto se virava sorrindo.
Começou a vasculhar o local, mas não havia muitos lugares onde alguém tão alto quanto seu pai pudesse se esconder e depois de algum tempo, sem êxito em sua busca, um receio começou a tomar conta do menino.
-- Papai pode sair!
Nenhuma resposta se ouviu.
-- Papai onde você está?
Já havia uma pequena lágrima rolando pelo seu rosto quando alcançou a rua, mas pelo canto desse próprio olho agora molhado notou um movimento e quando pensou em correr já era tarde.
Seu pai já alcançara o local onde antes o menino tapara o rosto, ainda com alguns sacos de lixo preto vazios sobre a cabeça, soltando uma gargalhada contagiante.
-- Caxetinha um, dois, três! Peguei você!
O garoto voou correndo para os braços abertos do pai, com um sorriso coroando seu rosto que se afundou no peito do homem que também sorria feliz, agradecido que estava pela greve do banco.

============================================

Essa é minha participação no Projeto Créativité na 10ª Edição Visual. Clique no link e participe você também, em nome da cultura!

Abraços renovados!

10 comentários:

  1. Puxa,amigo Joe. legal essa interação pai/filho, ficando rara hoje em dia. Mas muito bom. Nâo convivi muito com meu pai, mas tenho boas lembranças. Um abraço, sei que você é um paizão.

    ResponderExcluir
  2. Lindo e sabes, quando eu publicar, verás que nossa inspiração foi parecida. a imagem pede issors...abração,chica

    ResponderExcluir
  3. Orra mêu...
    Eu já tava ficando "gúniado" enquanto lia... imaginando a pusta sacanagem que eu pudia encontrar no final do texto... Inda bem que era assim uma estória feliz de Pai e Filho... ( Hoje em dia ta tudo mêi loco.. Mãe joga filho pela janela, no esgoto, pais estupram filhos )

    Que bom que terminou como deveria terminar.. rsss
    Achei muito 10 esse conto, Parabéns amigo Joe

    Deusssssssssskiajude
    Abraços carnavalescos do Tatto

    ResponderExcluir
  4. Lindo texto Joe! Parabens amigão!
    Puxa fiquei emocionado com esse pai aí... Será que eu vou ter esse tempo pra brincar com meu filho? Ah... vou fazer de tudo pra ter!


    Atualizei falando de uma coisa mais ou menos assim, mas de uma forma diferente e mais cruel... Passa lá!

    ResponderExcluir
  5. Joe,que linda sua história!Um delicioso jogo de pique esconde entre pai e filho!Adorei sua participação!Bjs,

    ResponderExcluir
  6. Um bélissimo poema .
    Como é bom ter amigos!!
    Um feliz final de semana beijos ,Evanir.
    http://aviagem1.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi,
    Que história linda!!!
    Digno mesmo de ser publicado.
    Gostei muito. Ninguém melhor do que um pai para narrar uma história assim...

    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Ah, a história teve muita emoção, e aliás, as palavras foram tão leves que fizeram imaginar a ação real dos personagens, como se a situação realmente existisse.

    Gostei muito do blog, estou seguindo :)

    Beijos ;*

    ResponderExcluir
  9. Ahhhhhh! História PERFEITA!
    Eu fiquei com medo do pai ter ido embora D:

    ResponderExcluir
  10. Excelente participação.

    PARABÉNS !!!

    ResponderExcluir

Agradecido por comentar!
Abraços renovados do amigo JoeFather!