Escolha uma opção:

terça-feira, 27 de abril de 2010

Jamais deixou de acreditar



Sem perceber o amor chegou
E num instante tudo mudou
Ela que vinha tão desenxabida
Andando sempre aborrecida
Esse presente a modificou

Trocou prantos por sorrisos
Fez-se alegre aos amigos
Todos notaram a diferença
Não há o que o amor não vença
Mesmo num mar de desatinos

Mais eis que um dia o acaso
Acabou dando um breve prazo
Para acabar com a alegria
Que entre os dois agora havia
Aconteceu sem nenhum atraso

Uma doença muito conhecida
Veio querer ceifar a vida
Da mulher que encontrara
O alguém com que sonhara
E agora estava deprimida

O caso foi dado como perdido
Seu corpo não havia reagido
Remédios não adiantaram nada
Ela ficou desenganada
Viu o seu sonho dissolvido

Mas aquele a quem o amor tocou
Toda a sua fé em Deus pousou
E nenhum momento ele desistiu
Um apaixonado o mundo viu
Na esperança se algemou

E o Criador ouviu seu lamento
Pois Ele age no devido momento
Foi da noite para o dia
A recuperação trouxe euforia
Que não sentiam fazia tempo

Não há mais hoje sofrimento
Passou por eles como o vento
Jamais deixaram de agradecer
Ao Pai que os ajudou a renascer
E hoje assiste ao seu casamento

4 comentários:

  1. Uma bela história de amor, de resignação, de resistência, perserverança e fé, contada lindamente em versos. O amor venceu. Parabéns,amigo. Um abraço

    ResponderExcluir
  2. O amigo Carlos está certo! O amor venceu! Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Amigo, muito lindo.Que beleza de milagre do nosso Pai você esculpiu em palavras...Aplausos.

    ResponderExcluir
  4. Joe,muito linda e comovente poesia!Um amor que superou todas as adversidades da vida e sobrevive,lindo e forte!Adorei!Abraços,

    ResponderExcluir

Agradecido por comentar!
Abraços renovados do amigo JoeFather!