Escolha uma opção:

domingo, 1 de maio de 2011

Dia do Trabalhador

Clique na imagem para ver de onde ela veio!


Quando eu era jovem não via o dia dessa data chegar para fazer um piquenique com a família...

Mas hoje me é impossível falar sobre trabalhador sem lembrar das explorações que ainda ocorrem mundo afora, acorrentando pessoas a uma condição de vida escrava, sem direitos e somente deveres.

Ainda é estimado que no mundo existam mais de 12 milhões de pessoas trabalhando em regime escravo.

Nem seria preciso citar que esse fato é uma das maiores violências que ocorrem contra o ser humano, mas ainda existem pessoas que entendem que a violência só existe quando algum tipo de agressão ocorre, e convenhamos, ela está certa se utilizar o dicionário como conselheiro, mas está errada por se esquecer do reflexo negativo imposto ao cidadão que passa por essa situação degradante, totalmente impensável nos dias atuais e que vai totalmente contra os princípios que geraram a criação da data de hoje, em diversos paises.

Falando sobre a criação da data, me dei ao trabalho de ler um pouco sobre o tema e descobri algo que eu já sabia: a política conseguiu transformar o que antes eram manifestações em prol do trabalhador numa data de comemorações. Sou contra qualquer tipo de violência, então por esse ponto de vista fico satisfeito que em vez de confrontos existam confraternizações, mas é claro que dizer Amém para tudo que pregam os legisladores sem antes fazer uma bela análise dos prós e contras é um retrocesso ao passado, para tempos onde os direitos eram suprimidos e ficavam a mercê dos governantes.

Hoje o caminho a meu ver é outro, muito mais pacífico e também através de uma política clara e justa, buscando caminhos que tragam sim os benefícios, mas que não se esqueçam das arapucas que podem ser montadas ao longo do tempo, gerando os famosos déficits se todos os fatores não forem colocados na balança.

Voltando ao trabalho escravo contemporâneo, que atinge principalmente os chamados Estados fracos ou corruptos, este ainda é embasado na miséria que massacra muitos povos, e que também é outro tipo de violência que atinge milhões.

No Brasil o trabalho escravo foi tido como legal de 1559 até 1888 e apesar da constante luta para alteração dessa situação, pois segundo informações no Wiki cerca de 35 mil brasileiros foram liberados dessa condição na última década, ainda existem mais de 25 mil trabalhadores, principalmente da área agrícola, que estão sujeitos à essa degradação, entre crianças e adultos, isso sem contar o trabalho escravo importado dos países vizinhos.

Para estes seres eu desejo sinceramente que um dia suas algemas invisíveis lhes sejam retiradas e finalmente eles passem a fazer parte de um outro grupo, muito maior, que lutando ou não pelos seus direitos, que comemorando ou não suas conquistas, são homens livres, e isso é a maior de todas as alegrias que um ser humano pode ter, afinal, a vida sem liberdade não é vida!

Abraços renovados!

3 comentários:

  1. Bom dia, Joe!

    Coisas das quais devemos nos envergonhar, com certeza. Ainda não há nada para se comemorar no dia de hoje.
    Post muito bem colocado.

    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  2. Era bom o tempo em que podíamos pensar nos piqueniques com a família apenas, no feriadinho legal!

    Hoje, crescemo,s nos tormnnamos adultos e vemos a realidade...Falta muito a comemorar!!!

    Linda crônica.Joel! abraços,lindo domingo,chica

    ResponderExcluir
  3. Parabéns, amigo Joe. Lamentavelmente ainda há a exploração. Eu ainda gosto da data, acho um dia bonito, há manifestações mundo afora, algumas lembrando alguns massacres contra trabalhadores como em Ipatinga por exemplo, um ocorrido se não me engano em 31 de outubro de 64.No mais, parabéns a todos os trabalhadores,todos nós, mas especialmente aos mais humildes. Um abraço

    ResponderExcluir

Agradecido por comentar!
Abraços renovados do amigo JoeFather!