Escolha uma opção:

sábado, 19 de fevereiro de 2011

A menina e a pedra - Elaine Castro




Algumas meninas nascem para a vida e sem alicerces, tem que crescer e amadurecer numa velocidade doentia, sem conhecer muitas vezes nem um só tipo de amor!

A amiga Elaine Castro, em seu blog Visões de um ser nos trás uma bela reflexão com seu texto A menina e a pedra!

Leiam e vejam se já se depararam com algumas dessas meninas por aí, perdidas em seus restritos mundo, tão distantes dos nossos próprios...

Grande abraço para todos!

5 comentários:

  1. Se o amigo Joe, indica é porque é bom. Até ja´estou seguindo o blog dela. Pois é, amigo. Tantas meninas com infância interrompida. E o mundo segue com se nada estivesse acontecendo. Um abraçao e ótimo final de semana

    ResponderExcluir
  2. Meu amigo:
    Se há coisas que me entristecem e me deixam impotente é saber que há lágrimas e sofrimento numa criança.
    Vou espreitar o blogue recomendado.

    beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Joel, só você mesmo, este fim de semana estive um pouco afastada da blogosfera, foi muito movimentado, mas bom também.
    Obrigada pela inidcação, quando escrevo, tenho o intuito de transmitir "coisas" que gritam dentro de mim, situações que me incomodam ou também minhas visões como o próprio nome do blog...
    Enfim, muito obrigada mesmo por indicar meu poema e junto a indicação vieram pessoas maravilhosas a conhecer meu espaço.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Ah! Meu amigo...Sua indicação mexeu comigo e muito.É este o meu campo profissional. Se soubesses como nós, profissionais que lidam com a miséria, seja ela qual for, sofremos quando não conseguimos alcançar essas crianças a tempo de mostrar o reverso da medalha, que infelizmente não depende do nosso saber, do nosso querer e nem de nossas lágrimas,mas, sim, de uma política séria, respeitosa com o ser humano. Ah...eu, como qualquer profissional sério do campo social encheria páginas e páginas com as soluções...Quem leria? As soluções não dão voto, pelo contrário, muita vez desagradam aos que detêm a "grana".

    ResponderExcluir
  5. É amiga Maria Emília, sinto em ti uma determinação incrível, sei que jamais irá desistir, sei que todas aquelas crianças reféns da miséria que conseguir alcançar será comemorado como o maior prêmio que se pode ganhar, assim é a luta contra a violência, muitas vezes invisível, mas nem por isso inexistente!

    Abraços renovados!

    ResponderExcluir

Agradecido por comentar!
Abraços renovados do amigo JoeFather!