Escolha uma opção:

sexta-feira, 26 de março de 2010

O pesado fardo da esperança






Essa crônica é baseada no meu comentário ao texto Menores Infratores escrita pelo amigo Paivinhajornalista (clique no título ou no nome do autor).


O que dizer de uma situação tão lamentável como essa apresentada pelo amigo, onde menores infratores são "municiados" de armas de fogo para facilitarem os seus "trabalhos"? Isso tudo somando ao crime organizado, cada vez mais organizado e se desenvolvendo enquanto outras instituições pararem fazer ao contrário, ou infelizmente são levadas a isso!



Muitos tecem essa nossa situação atual como irreversível! Eu ainda sou daqueles que carregam o fardo da esperança nas costas, mas a cada dia que passa ele se torna mais pesado!



Como costumo dizer, as autoridades já faz muito tempo brincam com assuntos sérios e o resultado é um desastre anunciado! Como bem frisou o amigo, estamos reféns de algo que infelizmente vimos crescer frente à nossos olhos e não conseguimos conter, por não só depender de nós, por causa dos valores que há muito parecem ter sido invertidos!



E como escrevi há pouco em outro comentário, vem aí as eleições e sinceramente, não vejo tantas boas opções assim, para que uma mudança de fato venha a ocorrer, então, nesse momento em que escrevo, posso simplesmente concluir que aqueles que me dizem todos os dias que estamos num carro desgovernado rumo a um precipício não estão tão enganados assim, mas eu me recuso a entrar nesse carro enquanto houver forças para carregar este pesado fardo da esperança! Falando nisso, estou precisando de ajuda, segura aí!

Abraços renovados!

3 comentários:

  1. Joe,realmente é caótica a situação em nosso país!A marginalidade, a miséria e as drogas estão em todos os Estados!Minha tática será não reeleger ninguem que já teve sua chance.Vou procurar gente nova,sem me importar co partido,mas com algum carater!Abraços,

    ResponderExcluir
  2. Uma barbaridade o que estamos vendo por aí,Mas a esperança não podemos perder...Tb.não vejo opções nessa eleições, mas...é dose,né? abração,chica

    ResponderExcluir
  3. Segurei, meu amigo, e já vou dividir com outros que pensam iguais a nós.Muito feliz seu texto, aborda um problema que temos é mais que falar, discutir, pensar... Todo dia e outro e o outro...também.

    ResponderExcluir

Agradecido por comentar!
Abraços renovados do amigo JoeFather!