Escolha uma opção:

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

A Supremacia Feminina

Clique na imagem para ver de onde ela veio!



Nós, hoje chamados de homens contemporâneos, somos cada vez mais subjugados por uma classe que em menos de um século deixou um papel submisso para trás e assume comprovadamente o comando dos lares, por todas as partes do globo.
Claramente para a maioria é uma justiça, afinal foram anos e anos apenas cumprindo a tarefa de auxiliar o macho na conquista do seu território, cuidando dos filhos, da casa, de tudo que pudesse ajudar a manter o patriarca no controle. A este, por sua vez, como o ser mais forte dentro de uma família, cabia fornecer o alimento, através da caça e finalmente nas grandes indústrias que surgiram com a modernidade.
Falando nessa tal de modernidade que, claro, é um termo feminino, foi junto com ela que a derrocada masculina começou a dar seus primeiros passos. Com ela vieram as facilidades que foram pouco a pouco tornando o homem cada vez menos necessário no ponto de vista de conquistador e mantenedor das necessidades básicas do lar.
A maior caça que a maioria dos homens faz nos dias de hoje é dentro dos hipermercados, esquivando-se habilmente de outros carrinhos e enfrentando duramente as longas filas. Em alguns trabalhos ainda deixa o suor escorrendo pela testa, mas na maioria alguns botões entraram no lugar dos músculos, que só estão sendo valorizados nos campeonatos do Mister Universo, onde elas também cada vez mais ganham espaço.
Até a arte da conquista, leia-se aqui romance, que cabia exclusivamente a sua iniciativa a nós hoje está ultrapassada, deixou de ser regra e toda a vulgaridade associada quando esta partia de uma mulher somente existem nos livros, antigos, cobertos de pó nas prateleiras das bibliotecas.
É uma conspiração, termo também feminino, que vem criando força com o decorrer dos anos e, caso não haja uma medida drástica a ser tomada urgentemente, consigo me imaginar de avental e espanador no futuro, enquanto as esposas tomam refrigerante na sala com as amigas, falando de moda, fazendo as unhas e assistindo Realitys. E o pior disso tudo é que irei ligar para desabafar com o Marcão, companheiro velho de guerra do bar do Alemão e ele vai dizer simplesmente que as coisas são assim mesmo e que tem de desligar porque ainda tem que aspirar o sofá... É o cúmulo do absurdo!
É essa minha visão que faz vir aqui e convocar os machos de verdade que ainda sobraram para por um basta nesse movimento feminino. Como? É simples, basta seguir algumas regras a partir de hoje:

  • Não abaixe a cabeça quando levar bronca da sua encarregada;
  • Pare de fazer coisas escondido, com medo de ser pego, enfrente quem manda na sua casa;
  • Troque o ‘Sim meu amor’, ‘Já fiz meu amor’, Claro meu amor’ e o insuportável ‘Estou indo amor’ pelas mesmas frases, mas sem ‘meu amor’, tenha um pouco de respeito próprio homem.

Além disso, existe algo fundamental que pode lhe ajudar a retomar o controle, ao menos parte dele: buscar parceria. É isso mesmo, se você não consegue mais subsistir dentro da morada que antes tinha um trono que lhe era reservado, não, não aquele do banheiro, um macio coberto de veludo, se aceitou finalmente que quem manda agora não é mais você, por mais que queira, então faça um joguinho que elas usaram por muito tempo: parceira! É isto! Busque direitos iguais dentro de casa, divida as tarefas, ajude no controle das despesas, tenha acesso ao controle remoto.
Quem sabe assim, quando finalmente conseguirmos essa sonhada revolução masculina, poderemos novamente ver futebol e um bom filme na sala e não ter que gravar escondido para assistir de madrugada. Poderemos também sentar tranquilamente no computador e navegar sem restrições por horas a fio e não deixar para fazer disfarçadamente no escritório, sob o olhar atento daquela encarregada que eu citei acima...
Eu coloquei a culpa na dona modernidade por essa inversão de papéis, mas na verdade o grande culpado fomos nós mesmos. Enquanto caçávamos e lutávamos de todas as formas para trazer conforto para nossos lares, elas cresciam e nós não percebíamos. Cresciam de uma forma que a maioria de nós nem atentou, por certo, pois enquanto nelas aumentava em nós se reduzia drasticamente. Não sabe companheiro do que eu estou falando? Por certo!
É na inteligência que elas nos venceram e é por isso que temos que usar da mesma estratégia para no mínimo nos equipararmos a elas, afinal, elas conhecem totalmente esse jogo, pois foram elas que criaram todas as regras.
E falando em regras, vou ficando por aqui, já dei o meu alerta e ainda tem louça do almoço na pia...

9 comentários:

  1. rs...gostei das regrinhas básicas...Muito legal! abraços, linda semana!chica

    ResponderExcluir
  2. Bom-dia, caríssimo amigo Joel G Costa.Muito bom e oportuno seu texto e bem humorado.(risos)Estamos mesmo em extinção; o óvulo é caro - a mulher só ovula uma vez por mês- e o esperma é abundante. A mulher escolhe quando e quem!
    Sou a favor dessa igualdade, nada melhor do que repartir tarefas, dois seres terem os mesmos direitos e deveres, isto é um grande avanço. A mulherada realmente está de parabéns, e acho isto maravilhoso! Porém, gostaria de frisar sobre a culpa ser nossa(risos).
    Quem cria um filho(a)é a mãe,( homem não chora,isto não é nada, você é um homenzinho, proteja sua irmãzinha, etc...)se cria o filho para o mundo e a filha para ser protegida,até em livros sacros, como a bíblia,a mulher até hoje é menosprezada e fonte do pecado, etc...Uma grande injustiça!Mas ninguém muda tais escritos!O machismo é somente do homem que é criado pela mulher kkkk Igrejas estão cheias de mulheres,que nas principais, não galgam poder algum(risos)
    Antigamente, eram deusas, era o matriarcado, como o homem tomou o poder, não ficava bem ter uma Deusa comandando tudo - até concordo plenamente, pois é a mulher que procria-,o homem criou um Deus... mas a coisa está mesmo virando.Por mais que desejam serem iguais, nenhuma vê um homem, casa com ele e o sustenta... como o homem fez e faz...kkk e nos chamam de gigolôs kkk
    Mas isto é bom! Se pode hoje pedir pensão para uma ex-mulher,rsss,elas vão para a guerra também - deveríam mandar somente as feias, né rrss - fazem compras,trabalham fora,ajuda nas despesas, etc...
    Só há um probleminha: se ficarmos muito em tempo em casa, passamos a chamar Jack!
    - Jáqui você tá a toa, busca isso pra mim!
    - Jáqui você tá aqui, me ajuda com isso!
    - Jáqui você tá de férias, me leve na casa da mamãe!
    Mas não vivemos sem estas belezuaras,né!
    Um grande abraço.
    Lucas Durand.

    ResponderExcluir
  3. O pior é que até fisicamente elas estão evoluindo.
    Nas Olimpiadas de Munique o homem mais rápido do mundo correu 14,53 segundos e a mulher 20,3 segundos, na última Olimpiada essa diferença de quase seis segundos caiu para 2,3 segundos!
    No ultimo campeonato mundial de levantamento de peso uma atleta do Japão da categoria até 75 kg se competisse entre os homens do mesmo peso levaria a medalha de prata!
    Enquanto milhões de homens estão aí nos botecos tomando cerveja a mulherada está suando as camisas nas academias... Então meu amigo Joe, a coisa tá feia!
    Hahahahahahahahhahahahahahaha.

    ResponderExcluir
  4. Cuidado, muito cuidado com a sua saúde, deixando para o público saber e incentivar esse seu périplo. Não sei não, mas se não ler mais nada de você, a partir de hoje, já sei que mais um "metido a machão" perdeu-se para sempre com os seus sonhos de liberdade. Mas, vá em frente. Eu sigo atrás, ressabiado.
    Parabéns! Hilário o texto e extensivo ao seu excesso de amor pelas mulheres. Elas que continuem mandando... ótimo para nós. Deve sobrar um ou outro controle, nem que seja a louça do almoço ou...

    ResponderExcluir
  5. Olá, Joe. Eu estava exatamente terminando de lavar a louça do café e vim ler seu ótimo texto.

    Só espero que não tenhamos uns séculos de "vingança" até as coisas se equilibrarem. hahahaha! Muito bom, meu amigo! ABraços. Paz e bem.

    ResponderExcluir
  6. O texto está engraçadíssimo. As letras denunciam o teu carinho pelas fêmeas. Elas merecem! Abração, Joe!

    ResponderExcluir
  7. Sinto muito, mas agora eu sou obrigado a discordar de muita coisa aqui. Acontece que eu nunca vi grandes diferenças entre homens e mulheres. Só no choro, que sempre reclamaram de injustiça. Se elas sofriam no parto e coisas referentes as diferenças físicas, o homem sofria o tempo todo na dureza da vida externa. Aí começaram uns conquistadores baratos a chamar a atenção das mulheres, bancando o amigo, escrevendo artigos, dando palestras, fazendo a média com as esposas em casa e, em muitas vezes indo para o motel com outras. E reparem que o "traidor" sempre tinha o apoio de outra mulher para a tal traição. Então a moda pegou. Em qualquer momento em que o homem queria controlar, era chamado de machista e, como muitos tinham vergonha de ser macho, cediam. Os homens não deveriam ser tão criticados assim pelas mulheres, pois afinal de contas eram criados por elas, o pai, quando chegava em casa, era quem ia resolver a bagunça, bagunça essa que as mães em muitas das vezes escondia. Quando estavam na escola, era na maioria das vezes uma diretora, secretária, professora, raramente tinha um homem na jogada, só em níveis mais elevados. Agora virou bagunça. A turma não quer saber de casamento, o negócio é ficar. Qualquer coisinha é motivo divórcio e a infelicidade é geral. Reparem o número de pessoas, tanto homens como mulheres dando milho aos pombos nas praças. O terceiro sexo cresceu e as mulheres entraram em desespero. Meninos eu vi! (como diria Gonçalves Dias) Vi muita briga, mortes, atracações por causa de mulheres. Hoje embora a população tenha crescido muito, esses problemas são poucos. Família? A cada dia diminui. Nesse século XXI muita novidade ainda vai acontecer. Quem viver verá. Meu abraço.

    ResponderExcluir
  8. Que texto incríííííveeeelll. Não sou feminista, não, sabe. eu gostei foi da descontração, da certeza, da amabilidade. Uhulll!!! Orgulho de seguir este blog!! ^^

    ResponderExcluir
  9. Texto inteligente, de um homem que em vez de fazer birra por causa das mudanças culturais e se sentir "lesado", leva no bom humor, pois sabe que a relação entre homem e mulher é muito mais de amor e admiração mútua, do que qualquer outra coisa. Parabéns!

    ResponderExcluir

Agradecido por comentar!
Abraços renovados do amigo JoeFather!